domingo, 20 de novembro de 2011

Ratio Ducat Non Fortuna


Eu sigo sozinho
há sombras no caminho,
mas não deixo pegadas
para seguirem...

A razão me guiará
onde quer que eu vá.
Eu só precisava te tirar
da minha mente...
Ser menos inconseqüente
e olhar para frente.

Aprecio a solidão,
Saboreio...
É agridoce.

Sigo sozinho,
há luz no caminho.
Não deixo pegadas
nessa estrada.
Eu só preciso seguir em frente.

A razão me guiará,
no caminho que eu trilhar.
Eu só precisava te tirar da minha mente...

Ratio ducat, non fortuna. (Deixe a razão te guiar, não a sorte.)

A cada passo,
Posso sentir
Que devo seguir
Até o fim.

*BRUNO* -To Whom it may Concern

Um comentário:

  1. Otimo texto. Seria muito melhor se todos pudessemos seguir a razão

    ResponderExcluir